Março 2019

Tudo sobre o Kairós 2019. Clique na imagem!
Movimento Católico de Evangelização para reavivar e desenvolver a vida cristã-batismal na perspectiva do seguimento de Jesus Cristo.

Para a cultura pop, 2019 é uma data cabalística. Basta saber que é o ano em que transcorre o filme "Blade Runner - O Caçador de Androides", de 1982, referência absoluta não apenas para a ficção científica em si, mas para a própria forma como passamos a conceber o imaginário do futuro. Na película dirigida por Ridley Scott, a tecnologia futurista convive com problemas crônicos do passado, como a poluição.
Vida real
No 2019 da "vida real", a situação é semelhante: estamos imersos em uma cultura plenamente digital, mas tendo de lidar com organizações que remontam ao século XIX. As milícias - que ganharam destaque nacional após a denúncia dos acusados da morte da vereadora Marielle Franco - devem seu nome às forças auxiliares do Exército brasileiro na época do Império. Cabiam a tais grupos diversas tarefas de polícia como a manutenção da ordem pública e a captura de escravos. Nos dias atuais, as milícias desfrutam do poder paraestatal de vida e morte sobre comunidades inteiras do Rio de Janeiro.
Em seu discurso de posse, na semana passada, o presidente nacional da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Felipe Santa Cruz, defendeu a investigação de uma nova versão desse modelo de organização: as "milícias digitais". "Nós temos no Brasil hoje uma milícia organizada nas redes sociais, e nós temos que compreender a quem essa milícia serve. Ela obviamente é articulada, tem investimento, utiliza robôs, e ela persegue opiniões que ela não concorda. Isso não é bom para o debate público", afirmou.
É preciso que entendamos que não há como dissociar os efeitos do que é dito e feito nas redes sociais do que supostamente seria a vida "offline". Os linchamentos virtuais, os ataques pessoais nos fóruns de discussão e o vazamento criminoso de dados sigilosos geram consequências danosas que vão do silenciamento, passando por traumas psíquicos, até chegar mesmo à morte.
Dotados de robôs que se multiplicam como gafanhotos, organizações criminosas podem veicular mentiras e desinformações de forma ininterrupta. Os alvos mais recentes de ações dessa natureza são os ministros do Supremo Tribunal Federal (STF). A possibilidade de que isso esteja ocorrendo com os magistrados da mais alta corte do País acende o alerta vermelho de que todos os cidadãos estejam em risco potencial.
Manter uma estrutura criminosa desse porte exige dinheiro, recursos tecnológicos e pessoal especializado. Quem se beneficia com esse tipo de prática? Quem financia tais grupos? São questões que exigem ser respondidas sob a condição de que a própria democracia seja colocada em xeque. Em uma sociedade na qual os cidadãos temem se expressar, como garantir a presença do contraditório no debate público? Como assegurar o direito de se opor aos governantes no campo das ideias sem cair nas garras de um estado policial?
Privacidade
A discussão sobre as milícias digitais recai também na necessidade imperiosa de protegermos nossa privacidade e nossos dados pessoais. Estamos cada vez mais reféns de algoritmos e de sofisticados mecanismos de vigilância. É muita informação e poder concentrados nas mãos de um pequeno grupo de pessoas. Os conflitos entre os países já não se dão mais sob a forma de movimentação de tropas e blindados. Eles ocorrem por meio de ataques cibernéticos, disseminação de vírus de computador e batalhas virtuais pela disputa da opinião pública. Parece ficção científica, mas em 2019 esse é o novo normal.
Como se vê, trata-se de um assunto que já faz parte do nosso dia a dia, mas que ainda damos pouca atenção. Cuidados com senha, dados, imagens e mensagens trocadas precisam ser uma constante. Nessa nova realidade, todos teremos de contar com algumas habilidades hacker sob pena de nos tornarmos analfabetos digitais 3.0 e vítimas fáceis de predadores de todas as espécies.
CriptoBaião
Com esse intuito, Fortaleza sedia no próximo sábado, dia 30, no Centro Cultural Belchior e na Casa de Cultura Digital Iracema, a primeira criptofesta do Ceará, a CriptoBaião. O evento, realizado em todo o mundo, aborda temas como segurança digital, privacidade, software livre, democracia, criptografia, direitos humanos e direitos digitais. A entrada é gratuita, mas as capacitações têm vagas limitadas. A coluna estará presente na mesa "Democracia, exceção e autoritarismo no capitalismo de vigilância". Em uma sociedade onde o conhecimento seja talvez o bem mais precioso, estar bem informado não deixa de ser uma forma de autoproteção.
Fonte: O povo
O POVO
Movimento Católico de Evangelização para reavivar e desenvolver a vida cristã-batismal na perspectiva do seguimento de Jesus Cristo.

Padre Marcos, caríssimos amigos, amados irmãos! Graça e Paz!!!

É com grande alegria que nos reunimos para celebrar o SIM incondicional e irrestrito desse servo de Deus, nosso querido fundador e acompanhante geral Pe. Marcos Oliveira, e para o qual saudamos com uma calorosa salva de palmas.

Bendito seja Deus pelos seus 19 anos de ordenação Sacerdotal, louvamos também por ser esse sacerdote doado, cheio de amor, zeloso de suas ovelhas, pai espiritual de todos nós e servo abençoado e alcançado diariamente pela misericórdia de Deus, que o unge,ampara e sustenta.

Podemos afirmar como filhos, que somente alguém que tem a Deus, que o busca, que está sempre unido a ELE é capaz de realizar tantos feitos, de produzir tantos frutos, presidir o ato sublime do amor de Deus que se quis ficar unido a nós, de anunciar o evangelho com tanta ousadia e parresia, de orientar e acompanhar como somente um Pai dedicado pode fazê-lo. Nem somos ainda o que Deus espera de nós, mas já não somos o que éramos desde que o Senhor nos alcançou por meio de sua evangelização e seu testemunho.

Padre somos eternamente gratos por sua entrega total a Obra DJC, mesmo dividido com sua nova Paróquia, nunca nos abandona, incrivelmente nos conhece da ponta do pé a raiz do cabelo, consegue saber mesmo sem ver, um a um quem fez ou não o Curso Bíblico(num é verdade meu povo), só mesmo um Pai cuidadoso, para conhecer e acompanhar de perto ou de longe, cada um de seus filhos, com amor, mas com disciplina, pois deseja ver o crescimento, quer que sejamos formados na Palavra, mas da mesma maneira , quer que formemos outros discípulos no caminho da Palavra de Deus.

Enfim Padre, hoje nossos corações exultam de felicidade, por celebrarmos esses 19 anos de feliz sacerdócio, justamente como o Senhor gosta, todos juntos como uma só família, nos deslocamos dos diversos cantos, deixando tudo para trás, para também dizer para o Senhor, como é bom pertencer a essa Obra de Deus, e como são maravilhosos os ensinamentos e exemplos que recebemos do Senhor.

Por isso, com muita alegria, rezamos, rogando a Santa Maria de Nazaré que o proteja, que o carregue em seu colo de mãe, leve a seu filho Jesus, todos os seus pedidos e sonhos, e que possamos comemorar essa data com sabedoria, cantando Salmos de louvor a Deus pelo dom de sua vida, e missão.

Parabéns Padre, em nome de todos os discípulos o nosso muito obrigado, e saiba que nós o amamos muito!!!!