Recados

5 - Reviver do vale de ossos secos


 

O pecado afastou o homem da Fonte da Vida. Não conseguiu eliminar a sua dignidade, mas feriu a sua natureza, estragou a sua bondade, danificou sua beleza, desfigurou sua face, trouxe o sofrimento e a morte. Este vale da morte no qual o homem caiu por conta do pecado está em Ezequiel 37. É o contrário do Jardim do Édem, é o oposto do Reino de Deus.

Em determinados momentos “nossos ossos estão secos e nossa esperança se foi. Para nós, tudo acabou” (37,11). Encontramo-nos em um “vale de ossos secos”, esfacelados pelo chão, presos em sepulturas que querem nos eliminar do reino dos vivos: escravidão do pecado, crises existenciais, doenças emocionais, vícios, opressões, sentimentos e pensamentos destrutivos, energias negativas, etc Em meio a esta angustiante situação de morte e desespero, o Criador anuncia que os ossos secos podem reviver pela escuta da sua Palavra e a efusão do Espírito Santo.

 

Ez 37,6 Infundirei o meu espírito, e vocês reviverão. Então vocês ficarão sabendo que eu sou Javé!

.

Somente o Deus que nos criou do nada pode nos fazer reviver pelo poder da sua Graça e do seu Amor, o Divino Espírito Santo. Somente ele pode soprar de novo o Sopro da Vida que nos faz reviver.

 

Ez 37,13 Povo meu, vocês ficarão sabendo que eu sou Javé, quando eu abrir seus túmulos, e de seus túmulos eu tirar vocês. 14 Colocarei em vocês o meu espírito, e vocês reviverão. Eu os colocarei em sua própria terra, e vocês ficarão sabendo que eu, Javé, digo e faço - oráculo de Javé!

 

O amor de Deus nos salva pelo Espírito Santo que vem do céu em nosso socorro para nos fazer reviver das trevas do pecado e do lamaçal da morte. Ele é a Graça incriada que o Pai Celeste prometeu enviar nos tempos messiânicos e que continua a fazer obra nova em nossa história pessoal, familiar e comunitária.

Santo Agostinho dizia que o Deus que nos criou sozinho, não nos salva sozinho. Por isso, o reviver, em vez de ser algo instantâneo, é processual. Somente desta forma, livres e conscientes, podemos cooperar com Deus, trabalhando com temor e tremor na obra da nossa própria salvação (Fl 2,12).

A visão profética do vale de ossos secos nos ensina a nos entregarmos completamente nas mãos de Deus. Isto tem a ver com o que Santo Irineu já dizia lá nos inícios do cristianismo: “Jesus e o Espírito Santo são as duas mãos com as quais Deus Pai age no mundo”.    

O Reavivamento no Espírito Santo só é possível através da oração na Palavra e no Espírito. Quando oramos acolhendo a Palavra de Deus e suplicamos o derramamento do Espírito Santo, estamos nos voltando para Aquele que nos criou por amor, o único capaz de nos restaurar e nos fazer viver novamente com dignidade.

Importante decorar a visão profética de Ezequiel e gravar bem como devemos orar e trabalhar pelo Reavivamento no Espírito Santo:

 

– Escutar a Palavra de Deus

 

A oração, ou melhor, o processo de Reavivamento no Espírito começa na escuta da Palavra de Deus. A Palavra de Deus, que é viva e eficaz, vai agindo dentro da pessoa e lhe reavivando no decorrer da caminhada.

 

Ez 37,4 Então ele me disse: “Profetize, dizendo: Ossos secos, ouçam a palavra de Javé! 5 Assim diz o Senhor Javé a esses ossos: Vou infundir um espírito, e vocês reviverão. 6 Vou cobrir vocês de nervos, vou fazer com que vocês criem carne e se revistam de pele. Em seguida, infundirei o meu espírito, e vocês reviverão. Então vocês ficarão sabendo que eu sou Javé”. 7 Profetizei de acordo com a ordem que havia recebido. Enquanto eu estava profetizando, ouvi um barulho e vi um movimento entre os ossos, que começaram a se aproximar um do outro, cada um com o seu correspondente. 8 Observando bem, vi que apareciam nervos, que iam sendo cobertos de carne e que a pele os recobria; mas não havia espírito neles.

 

– Efusão do Espírito

 

A Palavra de Deus vai reavivando a pessoa no decorrer da caminhada, os ossos secos vão se aproximando um do outro, cada um com o seu correspondente, e criando nervos e carne. Mas a obra de Deus não pode ficar pela metade. É necessário que o cadáver ressuscite e viva. É então que se deve profetizar e orar pela efusão do Espírito.

 

Ez 37,9 Então Javé acrescentou: “Profetize ao espírito, criatura humana, profetize e diga: Assim diz o Senhor Javé: Espírito, venha dos quatro ventos e sopre nestes cadáveres, para que revivam”. 10 Profetizei conforme ele havia mandado. O espírito penetrou neles, e reviveram, colocando-se de pé. Era um exército imenso.

 

Vemos que o Reavivamento, obra de Deus Pai na graça da fé e da oração, começa pela escuta da Palavra, que é Jesus, o Verbo da Vida (Jo 1; 1Jo 1) e culmina com a efusão do Espírito Santo. Para a pessoa vencer a sepultura da morte, precisa acolher Jesus Salvador, morrer para o pecado e ressuscitar com Ele pelo poder do Espírito Santo.

O Discípulo só ressuscita e desenvolve integralmente a sua vida cristã-batismal no Caminho da Palavra de Deus e do Espírito Santo. Desde os inícios devemos cooperar ensinando ao Discípulo o valor da Meditação Orante da Palavra de Deus e da súplica filial ao Espírito Santo. O que Deus ensinou a Ezequiel iluminou a prática de Jesus e de São Paulo e é o modo como devemos evangelizar nesse vale de lágrimas do mundo de hoje.  

 

MOPD Ezequiel 37,1-14

________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________