Recados

3 - A Graça da Salvação

 

1ª Semana ____/ ____/ ____

 

O amor de Deus salva

 

O amor de Deus salva pela Graça do nosso Senhor e Salvador, Jesus Cristo, e o Divino Espírito Santo. 

Tudo de bom é pela Graça e de graça. A nossa parte é cooperar com Deus mediante a fé e as obras da fé. Que este estudo nos ajude a viver a maravilhosa Graça de Deus na nossa vida.

 

 

 

 

 

3 - A Graça da Salvação

 

“Não ponhais vossa fé nos que mandam, não há homem que possa salvar.” (Sl 146,3) Por que não há homem que possa salvar? Na mente do salmista, o que vem a ser esta salvação que ninguém é capaz de realizar a não ser Deus?

Salvação é vida em plenitude que comporta o chamado à existência, a conversão, o perdão, a santificação e toda providência necessária para o homem viver com dignidade como filho de Deus. A salvação abarca a existência humana por completo, do início e por toda eternidade. Salvação é vida em abundância, salvação é vida eterna.

Por isso, por ser tão ampla e profunda, o salmista diz: “Não ponhais vossa fé (nem mesmo) nos que mandam (nos poderosos), não há homem que possa salvar. Ao faltar-lhe o respiro ele volta para a terra de onde saiu; nesse dia seus planos perecem.” (Sl 146,3-4) Ora, se um homem não pode salvar nem a si mesmo, basta que lhe falte o respiro e ele volta para a terra, quanto mais salvar outras pessoas. Por isso o salmista continua o seu louvor dizendo: “É feliz todo homem que busca, seu auxílio no Deus de Jacó, e que põe no Senhor a esperança. O Senhor fez o céu e a terra, fez o mar e o que neles existem” (Sl 146,5-6).

Salvação do homem todo e de todos os homens! Desta forma, na Graça da Salvação está incluído tudo o que é necessário para que tenhamos vida, e vida em plenitude, que começa nesta terra e se prolonga por toda eternidade. Só o amor de Deus pode nos salvar!

Por conta dos nossos pecados merecíamos a condenação eterna. Mas Deus nos amou e nos salvou de graça em Cristo Jesus. A Graça de Deus que continua atuando na nossa vida é um favor imerecido e manifesta a grandeza do seu amor pela humanidade. A Graça da Salvação manifesta o caráter de Deus, que é Bom, Poderoso e Misericordioso.

 

Tt 2,11 A graça de Deus se manifestou para a salvação de todos os homens. 12 Essa graça nos ensina a abandonar a impiedade e as paixões mundanas, para vivermos neste mundo com autodomínio, justiça e piedade, 13 aguardando a bendita esperança, isto é, a manifestação da glória de Jesus Cristo, nosso grande Deus e Salvador. 14 Ele se entregou a si mesmo por nós, para nos resgatar de toda iniqüidade e para purificar um povo que lhe pertence, e que seja zeloso nas boas obras.

 

O pecado é uma força que nos escraviza dentro de um corpo de morte. Só Jesus pode nos salvar porque somos humanos e fracos, vendidos como escravo ao pecado, de modo que “não faço o bem que quero, e sim o mal que não quero”.

 

Rm 7,14 Sabemos que a Lei é espiritual, mas eu sou humano e fraco, vendido como escravo ao pecado. 15 Não consigo entender nem mesmo o que eu faço; pois não faço aquilo que eu quero, mas aquilo que mais detesto. 16 Ora, se eu faço o que não quero, reconheço que a Lei é boa; 17 portanto, não sou eu que faço, mas é o pecado que mora em mim. 18 Sei que o bem não mora em mim, isto é, em meus instintos egoístas. O querer o bem está em mim, mas não sou capaz de fazê-lo. 19 Não faço o bem que quero, e sim o mal que não quero. 20 Ora, se faço aquilo que não quero, não sou eu que o faço, mas é o pecado que mora em mim. 21 Assim, encontro em mim esta lei: quando quero fazer o bem, acabo encontrando o mal. 22 No meu íntimo, eu amo a lei de Deus; 23 mas percebo em meus membros outra lei que luta contra a lei da minha razão e que me torna escravo da lei do pecado que está nos meus membros. 24 Infeliz de mim! Quem me libertará deste corpo de morte? 25 Sejam dadas graças a Deus, por meio de Jesus Cristo, nosso Senhor. Assim, pela razão eu sirvo à lei de Deus, mas pelos instintos egoístas sirvo à lei do pecado.

 

MOPD Salmo 146,1-10