Recados

2 - A Graça de Deus

 

1ª Semana ____/ ____/ ____

 

O amor de Deus salva

 

O amor de Deus salva pela Graça do nosso Senhor e Salvador, Jesus Cristo, e o Divino Espírito Santo. 

Tudo de bom é pela Graça e de graça. A nossa parte é cooperar com Deus mediante a fé e as obras da fé. Que este estudo nos ajude a viver a maravilhosa Graça de Deus na nossa vida.

 

 

 

2 - A Graça de Deus

 

O homem, criado muito bom e para o Bem, errou o alvo da sua plena realização em Deus na queda do pecado original. Mas Deus, na sua infinita bondade, o socorreu com a sua Graça. A Graça é a Presença, o favor e a ação bondosa de Deus no ser humano para restaurá-lo, santificá-lo e fazer com que viva verdadeiramente como seu filho amado.

A Graça é a ação de Deus na alma humana para salvá-la e aperfeiçoá-la. Ferido pelo pecado original, o homem mantém toda sua dignidade, mas não consegue ser plenamente realizado sozinho. A Graça de Deus socorre o homem para que seja plenamente realizado na vocação para a qual foi designado.

A Graça salva o homem movendo a sua vontade para Deus, convertendo, dando o arrependimento dos pecados, santificando e capacitando para a missão.

O pecado apartou o homem de Deus, fazendo-o errar o alvo da sua vocação eterna... A Graça une o homem a Deus, fazendo-o acertar o alvo ou o fim para o qual foi criado, ser o louvor da glória de Deus.

Como dizia Santa Terezinha: “Tudo é Graça!”. Tudo de bom na nossa vida e que favorece realmente a vida em Cristo é obra da Graça de Deus. Santo Tomás de Aquino fazia esta oração: “Concede-me, Senhor meu Deus, uma inteligência que te conheça, uma vontade que te busque, uma sabedoria que te encontre, uma vida que te agrade, uma perseverança que te espere com confiança e uma confiança que, enfim, te possua”.

O Catecismo da Igreja Católica ensina que a “Graça é, antes de tudo e principalmente, o dom do Espírito que nos justifica e santifica. Mas também compreende os dons que o Espírito nos dá, para nos associar à sua obra, para nos tornar capazes de colaborar na salvação dos outros e no crescimento do Corpo Místico de Cristo, que é a Igreja” (CIC 2003).

Vemos, portanto, que a Graça incriada é Deus mesmo, o Espírito Santo, que vem a nós pela mediação de Jesus Salvador. Mas ela também realiza muitas outras obras na nossa vida cotidiana, como iluminando a nossa mente e tocando os nossos sentimentos e emoções, de modo que podemos “ver” e “sentir” a Graça de Deus na nossa vida, e isto nos enche de paz, alegria e fervor. Mas a Graça sempre vai além dos sentimentos e sua missão primeira é a nossa salvação eterna, para que vivamos a vida verdadeira de filho amado de Deus.

 

MOPD Efésios 1,3-14